segunda-feira, 6 de abril de 2015

Esporte: Surfista potiguar avança em etapa de abertura do WCT e encara o experiente Kelly Slater


O Quiksilver Pro Gold Coast, primeira etapa da elite do WCT (Campeonato Mundial de Surf), começo com o pé direito para um potiguar. A primeira rodada eliminatória da etapa de abertura do Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour 2015 na Austrália teve vitória do estreante na elite, o potiguar Ítalo Ferreira.

Ferreira foi o primeiro brasileiro a se apresentar e sentiu-se à vontade porque as ondas estavam bem parecidas com as direitas do Pontal de Baía Formosa, cidade do litoral sul do Rio Grande do Norte onde ele nasceu. O potiguar foi inteligente e saiu pegando ondas, surfando três seguidas antes do australiano Adrian Buchan fazer sua primeira apresentação.

O placar foi encerrado com uma pequena diferença de 11,67 a 11,00 pontos, mas valeu a primeira vitória do estreante no WCT. Agora, o mais jovem integrante da elite, com 19 anos, terá pela frente o mais velho dos top-34, Kelly Slater, que já completou 43 anos de idade em 11 de fevereiro.

“O ano passado foi o melhor ano da minha vida por causa da minha classificação para o WCT”, disse Italo Ferreira. “Este sempre foi o meu sonho e estou muito feliz por conseguir vencer a minha primeira bateria hoje (quarta-feira) aqui. As condições do mar acabaram até me favorecendo e estou me sentindo bem confiante. Eu não consegui mostrar todo o meu surfe, mas o importante para mim era passar essa bateria. Sei que daqui pra frente será mais difícil porque sou um dos novatos e sempre vou enfrentar os primeiros do ranking”.

O título do Quiksilver Pro Gold Coast vale um prêmio de 100.000 dólares e 10.000 pontos para largar na frente na briga pelo posto de melhor surfista do mundo.
ricano Kolohe Andino, 20.

Nenhum comentário:

Postar um comentário