quinta-feira, 16 de abril de 2015

Chamada de voz no WhatsApp obriga operadoras a repensarem seu futuro

Foto: Divulgação

As operadoras de telefonia móvel estão determinadas a assumir em 2015 a postura que já vinham ensaiando nos últimos anos, aliando-se a aplicativos de mensagens e voz. A aproximação com os antigos “inimigos” é hoje a principal estratégia de empresas como TIM e Oi para reerguer suas receitas, afetadas por clientes que fazem cada vez menos ligações pelo celular e sequer lembram do SMS no seu dia a dia.

O doutorando Flavio Thihara é um deles. Seja em casa, na rua ou na universidade, o pesquisador de tecnologia nuclear só se comunica por meio do WhatsApp, Skype e Viber. “O app que eu uso varia de acordo com quem vou falar, mas SMS eu não uso mais. O telefone normal eu uso só para falar com meus pais, e mesmo assim com a minha mãe eu troco mensagem e áudio pelo WhatsApp todo dia.”

Thihara diz que já usa muito as ligações por meio do WhatsApp, principalmente para falar com amigos no exterior. “Com ele, eu consigo saber quando a pessoa está online, é mais conveniente. Mas só uso quando estou em algum lugar com Wi-Fi, porque se não o sinal fica ruim.”

O estudante Marcos Freire, de 18 anos, segue na mesma linha, mas é mais radical. “Cara, eu odeio falar no celular. Falo só o necessário, o muito necessário mesmo”, diz. Para ele, que usa o WhatsApp para se comunicar com colegas do trabalho e da faculdade, o texto é preferível pela comodidade de responder quando quiser. “Até com meus pais, eles só usam WhatsApp, tanto para texto quanto voz.”

Segundo estudo feito pelo Ibope a pedido da Qualcomm, 26% dos brasileiros possuem smartphone; destes, 89% dizem se comunicar por meio de apps de mensagens (uma alta de 164% em relação a 2013). Dentre as principais atividades com o celular, menções a chamadas telefônicas caíram 64%.

O surgimento de apps como WhatsApp, Viber, Facebook Messenger e Skype, além do japonês Line e do chinês WeChat, afetou diretamente o uso de SMS. Algo semelhante deve acontecer com voz como resultado da popularização de recursos de voz por IP, recurso que permite fazer chamadas a outros usuários pela internet, e que passou a ser oferecido pelo WhatsApp a usuários Android desde o início deste mês.

À primeira vista, o fato não deveria ser uma preocupação, já que outros aplicativos já ofereciam essa possibilidade antes, mas a história muda quando se leva em conta que o WhatsApp é um dos aplicativos mais populares entre os brasileiros na atualidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário