terça-feira, 3 de março de 2015

Representantes da ANCAT/MNCR estiveram em Acari para conhecer o Projeto Lixo Zero


Na tarde desta quinta-feira (02), o representante da Associação Nacional dos Carroceiros e Catadores dos Materiais Recicláveis, Heverthon Rocha e o representante da Cooperativa dos Catadores de Materiais Reciclados de Natal/RN, visitaram o local onde funciona a Unidade de Triagem de Resíduos – UTR. A visita foi acompanhada do analista ambiental da empresa Pactual, William Moura e do prefeito Isaias Cabral.

O objetivo da visita foi conhecer de perto o funcionamento do Projeto Lixo Zero. Os mesmos ficaram impressionados com a organização das atividades realizadas pelos catadores. “A Pactual e Acari estão de parabéns pelo compromisso ambiental e social que vem desenvolvendo no município. Pretendemos também, em parceria, formar uma rede de instituições para fortalecer as redes solidárias que atuam com materiais recicláveis em todo o Brasil”. Explicou Heverthon Rocha.

Segundo William Moura, o projeto Lixo Zero através da coleta seletiva, já está em funcionamento nos bairros Petrópolis, Tarcísio Bezerra Galvão e Dinarte Mariz, tendo a previsão de que todo o município seja contemplado até o final do mês de abril. “Acari tem acolhido muito bem o projeto por existir culturalmente na população, a preocupação em proteger o meio ambiente, uma prática que deve ser copiada por outros municípios”, Destacou.


FUNCIONAMENTO DA UTR

Ainda de acordo com o analista ambiental da Pactual, William Moura, o funcionamento de uma unidade de reciclagem se inicia com a recepção dos materiais recebidos da coleta seletiva. Os materiais recicláveis são separados pela população e recolhidos por catadores em caminhão. 

Depois do recebimento dos materiais, os mesmos vão para o setor de triagem, onde serão separados de acordo com o tipo de resíduo: papelão, papel, plásticos, alumínio, metal, vidros, pet, etc.

Esse processo de triagem de materiais é de total importância para o meio ambiente, para que o máximo de material seja aproveitado e que o mínimo de rejeitos seja descartado de maneira correta nos aterros.

Após a triagem e separação, os materiais são prensados. Depois disso, finalmente o material é direcionado para a comercialização e a reciclagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário