sábado, 28 de fevereiro de 2015

Dorminhocos podem ter mais risco de sofrer um AVC, diz pesquisa

Risco: participantes que mudaram os hábito de sono, passando a dormir muitas horas, apresentaram quatro vezes mais probabilidade de sofrer um AVC. Foto: Divulgação

Um estudo apontou que pessoas que dormem mais de oito horas por noite têm 46% mais probabilidade de sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) do que pessoas que dormem entre seis e oito horas. A pesquisa foi publicada na quarta-feira, na edição online do periódicoNeurology, da Academia Americana de Neurologia.

Para chegar a esse resultado, os pesquisadores acompanharam os hábitos de sono de 9 692 pessoas, por nove anos. No início do estudo, nenhuma delas tinha sofrido um AVC e, no decorrer da pesquisa, 346 pessoas tiveram um derrame.

Além disso, aqueles que mudaram seus hábitos de sono no decorrer da pesquisa, passando de menos de seis horas dormidas por noite para mais de oito horas, mostraram quatro vezes mais propensão de sofrer um derrame, em comparação com quem manteve o mesmo padrão ao longo do estudo.

Mais estudos

Para uma das autoras do estudo, Yue Leng, pesquisadora da Universidade de Cambridge, na Grã-Bretanha, mais pesquisas são necessárias para entender a associação entre horas dormidas e AVC. “Ainda não sabemos se a longa quantidade de sono é causa, consequência ou marcador precoce de problemas de saúde”, disse.

Fonte: VEJA


Nenhum comentário:

Postar um comentário