sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Em audiência pública autoridades debateram situação hídrica de Acari


Aconteceu em todo o Seridó, na manhã desta sexta-feira (30), audiências públicas nas Câmaras Municipais, com o objetivo analisar a situação hídrica de cada município e traçar metas para serem apresentadas posteriormente em nova convocação.

Em Acari, a discussão foi muito importante e proveitosa. O chefe do escritório local da Caern, Adelson Sebastião fez uma retrospectiva dos trabalhos já realizados, o qual rendeu bastantes elogios. 

"Começamos a nos preocupar desde 2012, quando as chuvas caídas na região não foram capazes de aumentar o nível do Gargalheiras. A partir de então adotamos a medida do reuso da água que faz a limpeza dos filtros, economizando uma quantidade considerável do líquido. Em seguida, instalamos registros de passagem novos nas redes, realizamos manutenções nos registros danificados e até substituímos e instalamos onde não havia. Hoje, não se vê vazamentos d'água pelas ruas. Depois disso, pudemos, enfim, dividir a cidade em dois (02) setores, possibilitando as manobras do rodízio. Instalamos nove mil (9.000) hidrômetros na cidade de Currais Novos e mil (1.000) em Acari, reduzindo com isso o consumo da água do Gargalheiras em 35% no ano de 2013. Dando sequência, reduzimos o bombeamento da água para Acari e Currais Novos, primeiro parou por 4 horas, depois seguiu para 6 horas, 8 horas, 24 horas...até chegar em maio de 2014, onde com os setores devidamente separados (setor 01 e setor 02) realizamos o rodízio de 24 por 48 horas. O resultado destas ações, realizadas pela Caern reduziu o consumo de 95.000 m³ de água para 44.000 m³ de água, por mês. O Gargalheiras hoje está com sua capacidade hídrica de 2,05%, tendo uma perda de 0,6% por mês com as realizações de abastecimento e até mesmo a própria evaporação." Explanou Adelson Sebastião

Além dos vereadores municipais e prefeito, participou também o secretário municipal de Agricultura Meio Ambiente e Abastecimento, Ari do Hospital, que usou a tribuna para explanar as ações realizadas pela gestão municipal junto a população da zona rural do município.

"A Prefeitura Municipal de Acari, em parceria com o Exército Brasileiro, tem levado água potável a mais de 130 famílias que residem na zona rural do município. Com essa estiagem em nossa região, os pequenos reservatórios d´água, poços e cisternas secaram, sendo necessária a intervenção do poder público no socorro dos atingidos pela estiagem. Atualmente, um caminhão–pipa da Prefeitura de Acari atende cerca de 70 famílias ao mês, enquanto dois veículos do Exército abastecem as casas de outras 60. Cerca de 1,5 milhão de litros d’água destinados mensalmente aos moradores da zona rural. Nosso caminhão-pipa trabalha de domingo a domingo para darmos conta da demanda. disse o secretário.

Na audiência se discutiu várias formas para amenizar os efeitos da seca, as que mais se destacaram foram: Maiores números de perfurações de poços e a conclusão mais rápida possível da Adutora de Engate Rápido. 

Um segundo momento acontecerá no próximo dia 10 de fevereiro, em uma grande reunião na câmara municipal de Caicó onde serão apresentados todos os encaminhamentos tirados das audiências que aconteceram nos municípios.

Nelder Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário