sábado, 13 de dezembro de 2014

Catequista de Goianinha é preso por extorsão e pedofilia; Padres e monges são suspeitos de integrar rede de pornografia


Os policiais civis da Delegacia de Goianinha prenderam na tarde desta quarta-feira (10) o catequista Rafael Ramos da Silva, de 21 anos, acusado de extorquir um padre. Rafael vinha ameaçando publicar em redes sociais fotos íntimas do religioso caso o mesmo se negasse a atender suas exigências de receber dinheiro, celular, além de poder realizar encontros com a vítima.

Após investigação, a equipe policial representou a prisão temporária e o mandado de busca e apreensão a residência do catequista. Rafael foi preso em flagrante por pedofilia depois que os policiais encontraram em seu notebook diversas fotografias pornográficas de adolescentes, crime previsto no artigo 241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente.

De acordo com o delegado Wellington Guedes “existem fortes indícios de uma rede de pornografia nos estados do Rio Grande do Norte, Ceará Paraíba, São Paulo e Minas Gerais envolvendo diversas pessoas, dentre elas coroinhas, catequistas, monges, padres e outros religiosos, que compartilham fotos e vídeos pornográficos e praticam sexo virtual com menores”, declarou.


Nenhum comentário:

Postar um comentário