quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

5 dicas para resistir aos exageros de fim de ano e chegar em 2015 sem culpa

É possível saborear os deliciosos pratos de natal sem perder a linha. Foto: Divulgação

Quem exagera nos encontros e festinhas de dezembro e se joga nas guloseimas de Natal e Réveillon, invariavelmente começa o ano novo com quilinhos a mais e uma boa dose de sentimento de culpa por não ter se controlado. Mas ainda é possível planejar o cardápio e adotar uma nova atitude pensando em sua saúde.

“Com tantas festas entre amigos e familiares, é comum exagerar e só parar no começo do ano ou, pior, depois do Carnaval. Iniciar a temporada com hábitos alimentares errados prejudica o fígado e o pâncreas, altera a pressão sanguínea, eleva o nível de colesterol e faz mal ao coração”, alerta Isa Bragança, cardiologista especializada em medicina do esporte e diretora da CardioMex – Clínica Médica Desportiva, do Rio de Janeiro.

E para compensar os prejuízos do “pé na jaca”, assim que terminam as festas muita gente se impõe dietas restritivas. “Isso também é ruim. Não precisa ser assim. Atitudes simples e a substituição de alimentos calóricos por opções mais leves é o melhor caminho”, diz a nutricionista Elaine de Pádua, de São Paulo.

Para começar bem o ano novo, a cardiologista Isa Bragança sugere desde já a redução do consumo de carne vermelha, gorduras, açúcar e álcool. “Quem adotar uma nova postura à mesa a partir de agora, certamente começará 2012 com maior disposição física e mental”.

Confira cinco dicas das especialistas para aproveitar bem às festas e chegar ainda melhor no ano novo:

1. Sem açúcar

Diminua a ingestão de açúcar alguns dias antes do Natal e adote uma alimentação mais leve. Evite as carnes vermelhas e os pães.

2. Sem jejum

Não pule refeições como forma de “poupar” calorias para a grande ceia. Não é porque você está se preparando para as festas da última semana do ano que vai deixar de almoçar ou jantar. É importante ingerir pequenas porções várias vezes ao dia.

3. Sem gulodice

Persista em seu planejamento alimentar, inclusive durante as ceias. Preencha metade do prato com saladas, reserve uma parte para uma porção de carne – de preferência branca – e o restante complete com receitas mais encorpadas. A opção mais gordurosa é o pernil de porco – prefira chester ou peru. Para acompanhar, molhos leves. Bacalhau e peixe também são boas pedidas, desde que preparados de maneira simples, com azeite e legumes, e não fritos, com creme de leite ou gratinados. Na hora da sobremesa, escolha apenas um tipo e sirva-se sem exageros. Quanto mais proteína e gordura você consumir, mais difícil será a digestão e maior a sensação de mal estar após a festa.

4. Sem excesso de álcool

Modere o consumo de álcool nas festas. Limite a ingestão a dois drinques, revezando a bebida com sucos e água, o que também evita a desidratação e a sensação de ressaca no dia seguinte. Álcool em excesso, além de fazer mal à saúde, leva você a desistir mais facilmente da dieta.

5. Sem preguiça

Durma bem e faça exercícios. Procure manter sua rotina normal e o mais saudável possível, ainda que seja um mês atípico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário