quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Mães que fumam na gravidez estão prejudicando a fertilidade dos filhos

Hábito pode trazer danos permanentes aos órgãos reprodutivos do bebê. Foto: Divulgação Mães que fumam durante a gravidez ou enquanto estão amamentando podem comprometer a fertilidade dos seus filhos, diz uma nova pesquisa. As informações são do site do jornal britânico Daily Mail.

Cientistas descobriram que o hábito pode trazer danos permanentes aos órgãos reprodutivos, com isso, deverão produzir espermas defeituosos.

Os especialistas acreditam que muitos homens que agora estão na faixa dos 30 e 40 anos estão sofrendo os efeitos de suas mães, que fumaram durante a gravidez.

Cerca de uma em cada oito mulheres atualmente fumam durante a gestação, embora a porcentagem fosse bem mais alta entre as décadas de 70 e 80, quando os efeitos nocivos do cigarro ainda não eram tão disseminados.

Pesquisadores australianos estudaram ratos que inalaram o equivalente a 24 cigarros por dia antes do nascimento de seus filhotes.

Eles concluíram que os machos que nasceram apresentavam menos espermas e de qualidade inferior.

Embora o estudo tenha sido feito apenas com ratos, os especialistas afirmam que os resultados são relevantes para as mães.

A professora Eileen McLaughlin, da Universidade de Newcastle, disse que essa é a primeira vez que se prova que machos expostos às toxinas do cigarro podem ter problemas de fertilidade.

Os resultados, publicados no jornal Human Reproduction, mostram que mesmo os homens que nunca tocaram em um cigarro podem sofrer os prejuízos caso a mãe tenha mantido o hábito.

Agora, eles estão investigando se as mães fumantes também estão em colocando em risco a fertilidade das meninas.

Fonte: Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário