segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Dançarina de banda de forró é baleada ao sair de academia na Grande Natal

Diana Tavares, de 23 anos, é dançarina de uma banda de Forró (Foto: Arquivo pessoal)

Uma dançarina de uma banda de forró, e que também trabalha como assistente de palco em um programa de televisão em Natal, foi alvo de um atentado na noite deste último sábado (20) ao sair de uma academia de musculação na cidade de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. Segundo a polícia, Diana Tavares, de 23 anos, estava com um amigo quando um homem em uma moto se aproximou e atirou nela. O disparo atingiu a perna direita da dançarina, que encontra-se internada no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel. O estado de saúde dela é estável.

Ao G1, o delegado Márcio Delgado disse que procura pistas do suspeito. "Ainda vamos ouvir os parentes e as pessoas mais próximas dela para descobrirmos o que motivou o atentado", limitou-se a comentar.

Segundo o empresário Serginho Lisboa, dono da banda em que Diana dança, "ela iria pegar uma carona com um amigo, que estava com um carro estacionado na frente da academia. Uma motocicleta se aproximou e o homem deu dois tiros nela. Uma das balas acertou a perna direita dela e atingiu a artéria femural", explicou. "Ela ainda teve uma parada cardíaca, mas logo foi reanimada", acrescentou.

'Não recebeu ameaças', diz amiga de dançarina baleada na Grande Natal

Amigas trabalham juntas como assistentes de palco em um programa de televisão em Natal (Foto: Arquivo pessoal/Alane Pereira)

A dançarina Diana Tavares, de 23 anos, não recebeu ameaças antes de ser baleada na noite do último sábado (20) ao sair de uma academia em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. É o que diz a amiga e companheira de trabalho da vítima, Alane Pereira, de 28 anos. "Foi uma sensação horrível, ninguém esperava. Não tinha namorado, não tinha recebido ameaças de ninguém, não tinha ninguém com inveja. Era uma pessoa do bem, muito querida", relata a assistente de palco, que passou o dia com a amiga, mas não presenciou o crime.

Alane visitou Diana na tarde desta segunda-feira (22) no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, em Natal. "Está bem graças a Deus. Se reagir bem deve estar na enfermaria na quarta-feira (24). Foi muito bem tratada pela equipe médica, que tranquilizou a todos", explica. Apesar das boas notícias sobre a colega de trabalho, Alane explicou que Diana não está falando muito bem por causa dos sedativos. "Não lembra direito o que aconteceu naquele dia", afirma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário