segunda-feira, 23 de junho de 2014

Sexo: Como retardar a ejaculação na primeira transa


A primeira transa é sempre motivo de preocupação para os casais. É uma experiência cercada de fantasias, expectativas, inseguranças, tensão e ansiedade. A intensidade com que se vive cada um desses aspectos, varia de pessoa para pessoa.

As cobranças para um bom desempenho existem dos dois lados, promovendo, muitas vezes, a insegurança e a ansiedade. Em excesso, elas podem ter como consequências a frustração ou dar origem a uma disfunção sexual.

Muitas pessoas esperam da primeira transa um sexo maravilhoso, sem erros, diferentemente do que mostra a realidade – só com a prática nos tornamos bons amantes.

É comum o homem manifestar duas preocupações: o medo de perder a ereção ou ejacular antes do coito. Para o controle ejaculatório, é importante aprender a identificar as sensações corporais que sinalizam estar caminhando para o orgasmo.

A masturbação é uma prática indicada, desde que feita sem pressa para chegar ao orgasmo e ejacular. Conhecer os sinais fisiológicos facilita o emprego de recursos para segurar a ejaculação. Alguns homens, antes do encontro, se masturbam para prolongar o tempo ejaculatório.

Durante a transa, um dos recursos para baixar o nível de excitação, é parar os movimentos do pênis durante o coito, sexo oral ou a masturbação, só retomando quando a vontade de ejacular passar.

Outra técnica eficaz, ao sentir que o orgasmo está próximo, é apertar com cuidado a glande (cabeça) do pênis usando os dedos polegar, indicador e do meio até que a excitação diminua. O preservativo (camisinha), além de necessário é um bom recurso, pois reduz a sensibilidade prolongando o tempo de ejaculação.

Caro leitor, saiba que na primeira transa é comum antecipar a ejaculação e isso não deve ser encarado com constrangimento. Não espere gozar no mesmo momento que ela, essa sincronia acontece com o tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário