domingo, 26 de janeiro de 2014

Rapadura dá sabor regional a cerveja brasileira premiada no exterior


Vendedora de rapaduras no Mercado Central de Ribeirão Preto (SP), Maria Joana da Silva Castro, 62, nem imaginava que se transformaria na fornecedora exclusiva desse produto para uma cervejaria da cidade, que usa o doce como matéria-prima para uma cerveja premiada no exterior.

Explorar sabores regionais, como o desse produto feito a partir de cana-de-açúcar, é uma tendência no mercado de cervejas e vem ajudando o Brasil a se promover internacionalmente no segmento, afirma a sommelier Celine Saorin, especializada nesse tipo de bebida.


É o que vem fazendo a Colorado, fabricante de cervejas especiais, que compra mensalmente entre 300 e 500 quilos da rapadura artesanal feita por Maria Joana e pelo marido, José Batista, 67. É quase toda a produção do casal, que prepara quase 600 kg do doce por mês, a partir da cana cultivada em seu sítio na cidade, localizada a 313 km da capital paulista.

"A rapadura preparada pelo casal é um produto artesanal, de boa qualidade e feito próximo da cervejaria, o que facilita e valoriza a produção local", afirma Ronaldo Nascimento, presidente da cervejaria.
A Colorado começou a comprar o produto do casal em 2007, quando foi produzida a primeira cerveja da empresa que leva rapadura, a Indica.



Nenhum comentário:

Postar um comentário