sexta-feira, 15 de novembro de 2013

TelexFREE tenta duas alternativas de acordo. Juíza irá apreciar alternativas


O Ministério Público decidiu que o bloqueio permanece, a proposta que a promotora fez não foi aceita pela empresa. Que seria o fechamento da empresa de imediato.

O Carlos Costa fez 2 (duas) propostas:

1- Um seguro para os divulgadores, que está sendo apreciado pela juiza.

2 - O fechamento da Ympactus, desde que os contratos que estão em vigor fossem honrados até o final e todos poderiam participar da Telexfree internacional. E, infelizmente a promotora nao aceitou o acordo.

A decisão agora ficará a cargo da juiza Thaís, que poderá dar o resultado até o final deste mês. Carlos Costa deu declaração a todos divulgadores presentes e entrevista a imprensa local.

fonte: Encontrei na Rede


Nenhum comentário:

Postar um comentário