quarta-feira, 21 de agosto de 2013

SERIDÓ: Volume de água dos reservatórios baixa e abastecimento da população é cada vez mais difícil


A situação dos açudes localizados na Região do Seridó, é cada vez mais preocupante. As chuvas que não vieram com intensidade neste ano de 2013, deixam os reservatórios em declínio dos seus níveis. As altas temperaturas provocam uma evaporação maior que a ocorrida em períodos mais frios.

De acordo com dados da Secretaria de Recursos Hídricos do Rio Grande do Norte, a barragem Passagem das Traíras, que abastece Jardim do Seridó, São José do Seridó e parte de Caicó, está neste dia 19 de agosto de 2013, está com 5.031.891m³ (cinco milhões, trinta e um mil, oitocentos e noventa e um metros cúbicos), o que é equivalente a 10,12 % de sua capacidade.

O que também causa preocupação é o abastecimento de Jardim do Seridó e São José. Com relação a primeira, o açude Zangarelhas também fornece água para a população, mas, seu nível também baixa a cada mês. Segundo o relatório do órgão governamental, no último dia 14 de agosto, seu volume de água era de 636 mil e 975 metros cúbicos de água, o equivalente a 8,05 % de sua capacidade. Com relação a cidade de São José, a água que chega nas torneiras da população vem da Passagem das Traíras e em breve vai faltar.


Em Caicó, maior cidade do Seridó, (cerca de 60 mil habitantes), o açude Itans que abastece a população está com 15.360.500m³ (quinze milhões, trezentos e sessenta mil e quinhentos metros cúbicos), o que é equivalente a 18,79 % de sua capacidade.

Atualmente a população caicoense é abastecida com água oriunda do Itans e do Rio Piranhas, nesse caso através do sistema adutor Piranhas/Caicó. A Passagem das Traíras, quando está com seu volume de água alta, abastece a Zona Norte da cidade. Esse sistema está desativado desde 2012, por causa da seca do reservatório.

Hoje chegou a notícia de que a cidade de Ipueira/RN, entrou em colapso de água. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte – Caern anunciou a interrupção no abastecimento nesta segunda-feira, (19). O motivo é a ausência de chuvas em volume suficiente para repor a água do Açude Martelo, de onde é captada para abastecer a cidade, que tem aproximadamente dois mil habitantes. A cidade de São José do Seridó, vive momento semelhante.

Sidney Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário